25.12.08

Toques by Christian Pior

Barriga de fora

Neste caso, só é válido se você for dançarina do ventre ou do "É o Tchan!"
(que nem existe mais, eu acho). Só que, como você não trabalha no meio
musical e sim em uma empresa multinacional (adoro este nome, acho poderoso), evite o modelo que evidencia além da conta.

Por quê?

A. Todo mundo sabe que você tem umbigo. Mostrar para quê se não é nenhuma novidade? Acredite: o seu umbigo não é especial e nem essencial a humanidade.

B. Se você está fora de forma, com barriga de quem come "dobradinha", por
favor criatura, tenha bom senso. Nada de exibir suas adiposidades para
colegas e chefes na empresa, afinal é uma empresa muito "chique", não um
açougue.

C. Esse item também dá uma conotação de vulgaridade. Parece que você quer
seduzir alguém o tempo todo, isso vale também para as magras com barriga
tanque que adoram se auto afirmar com o corpo tipo "como de tudo e não
engordo um grama". Ou aquelas com a antipática frase "Minha esteira é
minha melhor amiga".

D. Barriga de fora com o umbigo exibindo piercing é crime!

Saias esvoaçantes, transparêcias e decote profundo... Pára tudo e chama a
NASA!

Gente, como diria o filósofo (aquele que não sei o nome), "a vida não é um
show de banda Calypso, você não entendeu?". Saias tipo "Sarajane" (joga no
Google), transparências que "dão pra contar os seus poros" e decotes "que
fazem com que os boys percam a pouca concentração que têm" são inimigos
cruéis do bom gosto no local de trabalho.

Saias

A. Se usar saia curta ou esvoaçante, seus colegas masculinos podem até
achar bonito e divertido, mas depois querida, você será jogada na fogueira
das fofocas e será alvo de piadinhas na empresa. E isso arde, filha, ah... se
arde!

Seus talentos e competência não estão nas suas pernas e sim no cérebro,
portanto, solte o assanhamento somente nas baladas, nos shows, com o homem amado...

Transparência nem na alma.

Tem umas "perturbadas" que se deixar vão de baby-doll se sentindo "o último
brownie da doceria de luxo", e na verdade são a "décima bolacha de água e
sal no pacote de biscoitos na loja de R$ 1,99".

E mulher muito oferecida desperta a raiva, a inveja, e o ódio de outras. E
quando puxarem o seu persa, querida...

Decotes profundos e fendas.

Gente, nem Jessica Rabbit usava aquilo 24 horas!
Toda mulher quer se sentir linda, gostosa e tal, mas se você realmente
for, naturalmente vão perceber. Sensualidade vem de dentro, não de fora.
Depois, se um cliente avançar o sinal, quero ver a sua cara. Sabe por que
querida? As roupas falam... Umas até berram!

O cofrinho.

Tem mulheres que tem cofrinho e outras com um verdadeiro "carro forte". Em
ambos os casos nada disso deve ser mostrado, até porque cofre que é cofre
tem que ser guardado.

O que você espera conseguir com o "cofrinho" aparecendo? Uma promoção, um aumento? Cuidado viu, colega. Às vezes você pensa que está "abafando",
mas na verdade você é chacota de toda a firma.

Tão mais "chique" um terninho de corte reto, impecável, com o blazer seco
junto ao corpo... Além de alongar a silhueta ele é clássico e você pode
ter um nas cores preto, azul marinho, creme, marrom brownie (para as
loiras fica lindo).

Acessórios

Aí, no caso, você poderá ousar (pouco, viu?) nos acessórios. Em uma bolsa
poderosa, em um sapato alto poderoso, enfim... Pense nas vilãs de novela. Estão sempre impecáveis, menos a Nazaré, personagem vilã – e brega - de Renata Sorrah.

Acessórios em excesso e barulhentos, brincos que brigam com os cabelos,
colares imensos (cuidado com os dourados, viu? Poucas pessoas sabem usar),
brincos de pena, bijuterias "bicho grilo", não, não e não!

Brincos, sempre delicados. Um relógio poderoso, um pingente "chique" (os
que tem seu nome gravado são "atitude"). Acessório é minimalista, tudo
menos e se por acaso, você tiver uma jóia cheguei,opte menos por ela, sem
misturar com mais nada. Acessórios são "o sol" do look, ou seja, pesou,
dançou.

Ah, echarpes e lenços são "buzuzus", mas tem que saber usar com classe e
se sentir a vontade com elas. Piercing só se você for Diretora de Arte de uma agência de publicidade, com direito a muitos leões ganhos em Cannes.


Sexta feira básica.

O "casual day" é um prato cheio para o povo cafona. Jeans rasgado, tênis de
1991, camiseta lascada que nem para dormir serve, mini-saia, enfim...

Meninas, invistam em uma camiseta branca ou preta lisa, um jeans reto 501,
um tênis tipo All Star. Fica tão lindo, mas que a camiseta seja nova, né?!

O trio: jeans escuro com camiseta preta e tênis preto é tão lindo e
emagrece, além de disfarçar a adiável barriguinha de chope, tão comum nos
rapazes. Aliás, porque eles se orgulham da barriguinha de chope?

Não use bata muito transparente... E se os seus colegas de trabalho
disserem que você está linda, mesmo assim, tome cuidado. Eles preferem as
mulheres nuas, já que quanto menos roupa melhor! Eles amam decotes.

Experiência: Uma vez eu estava no metrô em Nova Iorque e vi uma menina com estampa do Snoopy, jeans seco reto preto, salto alto poderoso, bolsa tipo
Balenciaga (joga no Google), óculos tipo Ray Ban, e rabo de cavalo. Na mão
uma garrafinha de água mineral! Ovulei!

Piranha de cabelo

Aviso: Piranha de cabelo no cós da calça é a coisa mais feia do mundo.
Piranha no cós é a "pochete das mulheres". É feio, horroroso.

Maquiagem

Maquiagem pesada e acessórios além da conta. Você é uma drag Queen? Ou um personagem da música da cantora Simone: "Então é natal"? Gente, make up carregado é uma coisa séria. Tem mulheres que fazem uma verdadeira
"pintura espírita" no rosto.Sombra que orna com a roupa, não. Glitter
durante o dia, não. Gloss que escorre feito óleo na boca, não.

Massa corrida, tipo, cara bem branca, com corretivo, base e muito pó, não.
Sombra preta de dia, não.

Batom com cores new wave (rosa cheguei com tudo, roxo tang uva e laranja
dói meus olhos), não pode!

Make up "vamp", tipo "hoje à noite vou usar cinta liga", também não.

É "chique" um corretivo para disfarçar olheiras e espinhas, um pó leve
para controlar a oleosidade e um batom cor de boca.

E um blush talvez, bem leve, para dar um ar de saúde. Mas se carregar nos
olhos, não carregue na boca e se carregar na boca, não carregue nos olhos.
E se for linda de morrer nem precisa muito de make up, né?

Truques do Christian:


Soro fisiológico gelado na cara ao acordar, tudo de bom. Máscara caseira,
por 20 minutos, de clara de ovo batido. Passar a casca de mamão no rosto
por 20 minutos e enxaguar depois não vá para o sol pelo amor de Deus.
Pingar um colírio de manhã te dá outro olhar, querida. Ao invés de gastar
fortunas em um creme super caro, invista em um filtro solar poderoso com
um fator acima de 30 para rostos, pescoço e mãos.

Dê muita risada porque trabalha a musculatura do rosto e, dizem, ainda
trabalha o abdômen.

Balada

Balada é bom e eu gosto! Drinks super hiper mega coloridos também. E quem
não curte um Happy Hour? Mas ir para a labuta vestida de balada, não baby!
Você pode até ir direto, mas se troque no fim do expediente, ou passe na
casa de uma amiga que more próximo ao trabalho e se troque lá. E se ela
deixar, você toma um banho.

Ou se troque no carro, ou no boteco (que é uma aventura), fora os assobios
que você ganha no final. Se for direto, retoque o make up, coloque uns
acessórios mais "fervidos", ponha um salto mais alto e saia rebolativa
disposta a conquistar o mundo!

Mas não vá de vestido de noite para o trabalho. Paetê, brilho, vestido
curto e vaporoso. Vestido vermelho "danço tango", ou seja, roupa de noite
é roupa de noite.

O ideal mesmo é passar em casa, tomar um banho e se aprumar (olha no
Aurélio) com calma. E se não der, quem mandou morar longe?

Homens


Homens, homens, homens. Para homem tudo é tão fácil, né? E mesmo assim
eles erram! Então serei curto como um café após um risoto de almoço,
afinal, homens odeiam frescura... Mas eu adoro!

1. Terno preto é lindo, mas se você tem caspas, evite. Aliás, trate da
caspa. Economize duas semanas de cerveja e dê um fim à seborréia.

2. Gravatas com bichinhos da Disney, não. Gravatas tipo "eu surfo", não.
Gravatas com um tom só ou com listras discretas são as mais indicadas.

3. Sapato preto com meia branca, não. Aliás, sapato sempre com meias de
tons escuros (preto, cinza, marrom escuro, azul marinho).

4. Cinto que orna com o sapato, ambos no "tom caramelo", não. Pelo amor de
Deus e a todos os santos da Bahia, não!

5. Pochete é pena de morte com tortura chinesa. Pochete não, pochete não,
pochete não... E para garantir: Pochete não!

6. Jeans rasgados, não. Tênis lascado, não. Boné, não. Tattoo a mostra,
não. Piercing, só se for no fígado, onde ninguém vê, não. Barba pra fazer,
não. Base na unha, não. Unha com restos de graxa (ecaaa), não, não e não!

7. Camisa de manga curta com gravata... Você acha que é o Nahin? (joga no
Google). Cafona. Isso ficou no tempo das bandas anos 80.

8. Camisa aberta com correntinha de ouro pendurada, tipo "minha proteção",
não. Não quero saber sua religião.

9. Por favor, desodorante sem cheiro para não brigar com o perfume, ou
melhor, o desodorante e o perfume com a mesma fragrância. Adoro! E como o
sabonete também e a colônia de barbear, acho um luxo! Nada de mostrar "os
seus três meses de academia" naquela camiseta "baby look".


Christian Pior

O cachorro e o coelho

Eram dois vizinhos. Um deles comprou um coelho para os filhos.
Os filhos do outro vizinho também quiseram um animal de estimação.
O homem comprou um filhote de pastor alemão.
Conversa entre os dois vizinhos:  - Ele vai comer o meu coelho!
 - De jeito nenhum. O meu pastor é filhote. Vão crescer juntos, "pegar" amizade...
E, parece que o dono do cão tinha razão, juntos cresceram e se tornaram amigos.
Era normal ver o coelho no quintal do cachorro e vice-versa.
As crianças, felizes com os dois animais. Eis que o dono do coelho foi viajar com a família e o coelho ficou sozinho.
No domingo, à tarde, o dono do cachorro e a família tomavam um lanche quando, de repente, entra o pastor alemão, com o coelho entre os  dentes, imundo, sujo de terra, morto.
Quase mataram o cachorro de tanto agredi-lo, o cão levou "a surra"!
Dizia o homem: 
- O vizinho estava certo, e agora? Só podia dar nisso!
Mais algumas horas e os vizinhos iam chegar. E agora ?! Todos se olhavam.
O cachorro, coitado, chorando lá fora, lambendo os seus ferimentos.
- Já pensaram como vão ficar as crianças? Não se sabe exatamente quem teve a idéia, mas parecia infalível:
- Vamos lavar o coelho, deixá-lo limpinho, depois a gente seca com o secador e o colocamos na sua casinha.
E assim fizeram. Até perfume colocaram no animalzinho, ficou lindo, parecia vivo, diziam as crianças..           
Logo depois ouve os vizinhos chegarem. Notam os gritos das crianças.
 -Descobriram! Não passaram cinco minutos e o dono do coelho veio bater à porta, assustado. Parecia que tinha visto um fantasma.        
- O que foi? Que cara é essa?
- O coelho, o coelho...                         
- O que tem o coelho?
- Morreu!
- Morreu? Ainda hoje à tarde parecia tão bem.
- Morreu na sexta-feira!
- Na sexta?
- Foi. Antes de viajarmos as crianças o enterraram no fundo do quintal e agora reapareceu!
A história termina aqui. O que aconteceu depois não importa.
Mas o grande personagem desta história é o cachorro.
Imagine o coitado, desde sexta-feira procurando em vão pelo seu amigo, depois de muito farejar, descobre o corpo morto e enterrado.
O que faz ele? Provavelmente com o coração partido, desenterra o amigo e vai mostrar para seus donos, imaginando fazer ressuscitá-lo.
E o ser humano continua julgando os outros...

24.12.08

CASA PRÓPRIA



DISCIPLINA MAL APLICADA

Um casal tinha dois filhos, que eram uns
capetas. Os pais sabiam que, se houvesse alguma travessura onde moravam,
eles com certeza estariam envolvidos. A mãe dos garotos ficou sabendo que o
novo padre da cidade tinha tido bastante sucesso em disciplinar
crianças.Então ela pediu a ele, que falasse com os meninos.O padre
concordou, mas pediu para vê-los separadamente. A mãe então mandou primeiro o
filho mais novo, pela manhã.O padre, um homem alto com uma voz de trovão,
sentou o garoto e perguntou-lhe austeramente:

- Onde está Deus?O garoto abriu a boca, mas não conseguiu emitir nenhum som. Ficou sentado, com a boca aberta e os olhos arregalados. Então, o padre repetiu a pergunta num tom ainda mais severo: o garoto não conseguia emitir nenhuma resposta. Então o padre levantou ainda mais a voz, e com o dedo no rosto dogaroto berrou: - ONDE ESTÁ DEUS? O garoto saiu correndo da igreja diretamente para casa e trancou-se no quarto.Quando o irmão mais velho o encontrou, perguntou:- O que aconteceu? O
irmão mais novo, ainda tentando recuperar o fôlego, respondeu:- Cara, desta
vez estamos fudidos! Deus sumiu, e acham que foi a gente!

História verídica...e muito linda!‏

Ricardinho não agüentou o cheiro bom do pão e falou:
- Pai, tô com fome!!!
O pai, Agenor , sem ter um tostão no bolso, caminhando desde muito
cedo em busca de um trabalho, olha com os olhos marejados para o
filho e pede mais um pouco de paciência...
- Mas pai, desde ontem não comemos nada, eu tô com muita fome, pai!!!
Envergonhado, triste e humilhado em seu coração de pai, Agenor pede
para o filho aguardar na calçada enquanto entra na padaria a sua
frente...
Ao entrar dirige-se a um homem no balcão:
- Meu senhor, estou com meu filho de apenas 6 anos na porta, com
muita fome, não tenho nenhum tostão, pois sai cedo para buscar um
emprego e nada encontrei, eu lhe peço que em nome de Jesus me forneça
um pão para que eu possa matar a fome desse menino, em troca posso
varrer o chão de seu estabelecimento, lavar os pratos e copos, ou
outro serviço que o senhor precisar!!!

Amaro , o dono da padaria estranha aquele homem de semblante calmo e
sofrido, pedir comida em troca de trabalho e pede para que ele chame
o filho...

Agenor pega o filho pela mão e apresenta-o a Amaro, que imediatamente
pede que os dois sentem-se junto ao balcão, onde manda servir dois
pratos de comida do famoso PF (Prato Feito) - arroz, feijão, bife e
ovo...

Para Ricardinho era um sonho, comer após tantas horas na rua...

Para Agenor , uma dor a mais, já que comer aquela comida maravilhosa
fazia-o lembrar-se da esposa e mais dois filhos que ficaram em casa
apenas com um punhado de fubá...

Grossas lágrimas desciam dos seus olhos já na primeira garfada...

A satisfação de ver seu filho devorando aquele prato simples como se
fosse um manjar dos deuses, e lembrança de sua pequena família em
casa, foi demais para seu coração tão cansado de mais de 2 anos de
desemprego, humilhações e necessidades...

Amaro se aproxima de Agenor e percebendo a sua emoção, brinca para
relaxar:

- Ô Maria!!! Sua comida deve estar muito ruim... Olha o meu amigo
está até chorando de tristeza desse bife, será que é sola de sapato?!
?!

Imediatamente, Agenor sorri e diz que nunca comeu comida tão
apetitosa, e que agradecia a Deus por ter esse prazer...

Amaro pede então que ele sossegue seu coração, que almoçasse em paz e
depois conversariam sobre trabalho...

Mais confiante, Agenor enxuga as lágrimas e começa a almoçar, já que
sua fome já estava nas costas...

Após o almoço, Amaro convida Agenor para uma conversa nos fundos da
padaria, onde havia um pequeno escritório...

Agenor conta então que há mais de 2 anos havia perdido o emprego e
desde então, sem uma especialidade profissional, sem estudos, ele
estava vivendo de
pequenos 'biscates aqui e acolá', mas que há 2 meses não recebia
nada...

Amaro resolve então contratar Agenor para serviços gerais na padaria,
e penalizado, faz para o homem uma cesta básica com alimentos para
pelo menos 15 dias...

Agenor com lágrimas nos olhos agradece a confiança daquele homem e
marca para o dia seguinte seu início no trabalho...

Ao chegar em casa com toda aquela 'fartura', Agenor é um novo homem
sentia esperanças, sentia que sua vida iria tomar novo impulso...

Deus estava lhe abrindo mais do que uma porta, era toda uma esperança
de dias melhores...

No dia seguinte, às 5 da manhã, Agenor estava na porta da padaria
ansioso para iniciar seu novo trabalho...

Amaro chega logo em seguida e sorri para aquele homem que nem ele
sabia porque estava ajudando...

Tinham a mesma idade, 32 anos, e histórias diferentes, mas algo
dentro dele
chamava-o para ajudar aquela pessoa...

E, ele não se enganou - durante um ano, Agenor foi o mais dedicado
trabalhador daquele estabelecimento, sempre honesto e extremamente
zeloso com seus deveres...

Um dia, Amaro chama Agenor para uma conversa e fala da escola que
abriu vagas para a alfabetização de adultos um quarteirão acima da
padaria, e que ele fazia questão que Agenor fosse estudar...

Agenor nunca esqueceu seu primeiro dia de aula: a mão trêmula nas
primeiras letras e a emoção da primeira carta...

Doze anos se passam desde aquele primeiro dia de aula...

Vamos encontrar o Dr. Agenor Baptista de Medeiros , advogado, abrindo
seu escritório para seu cliente, e depois outro, e depois mais
outro...

Ao meio dia ele desce para um café na padaria do amigo Amaro, que
fica impressionado em ver o 'antigo funcionário' tão elegante em seu
primeiro terno...

Mais dez anos se passam , e agora o Dr. Agenor Baptista, já com uma
clientela que mistura os mais necessitados que não podem pagar, e os
mais abastados que o pagam muito bem, resolve criar uma Instituição
que oferece aos desvalidos da sorte, que andam pelas ruas, pessoas
desempregadas e carentes de todos os tipos, um prato de comida
diariamente na hora do almoço...


Mais de 200 refeições são servidas diariamente naquele lugar que é
administrado pelo seu filho , o agora nutricionista Ricardo
Baptista...

Tudo mudou, tudo passou, mas a amizade daqueles dois homens, Amaro e
Agenor impressionava a todos que conheciam um pouco da história de
cada um...

Contam que aos 82 anos os dois faleceram no mesmo dia, quase que a
mesma hora, morrendo placidamente com um sorriso de dever cumprido...


Ricardinho , o filho mandou gravar na frente da 'Casa do Caminho',
que seu pai fundou com tanto carinho:

'Um dia eu tive fome, e você me alimentou. Um dia eu estava sem
esperanças e você me deu um caminho. Um dia acordei sozinho, e você
me deu Deus, e isso não tem preço. Que Deus habite em seu coração e
alimente sua alma. E, que te sobre o pão da misericórdia para
estender a quem precisar!!!'

Manguaça também é cultura‏

Momento Manguaça Cultural - A origem do nome Pinga

Antigamente, no Brasil, para se ter melado, os escravos colocavam o caldo da
cana-de-açúcar em um tacho e levavam ao fogo.
Não podiam parar de mexer até que uma consistência cremosa surgisse.
Porém um dia, cansados de tanto mexer e com serviços ainda por terminar, os
escravos simplesmente pararam e o melado desandou.
O que fazer agora?
A saída que encontraram foi guardar o melado longe das vistas do feitor.
No dia seguinte, encontraram o melado azedo fermentado.
Não pensaram duas vezes e misturaram o tal melado azedo com o novo e levaram
os dois ao fogo.
Resultado: o 'azedo' do melado antigo era álcool que aos poucos foi
evaporando e formou no teto do engenho umas goteiras que pingavam
constantemente.
Era a cachaça já formada que pingava. Daí o nome 'PINGA'.
Quando a pinga batia nas suas costas

marcadas com as chibatadas dos feitores
ardia muito, por isso deram o nome de 'ÁGUA-ARDENTE'.
Caindo em seus rostos escorrendo até a boca, os escravos perceberam que,com
a tal goteira, ficavam alegres e com vontade de dançar.
E sempre que queriam ficar alegres repetiam o processo.

(História contada no Museu do Homem do Nordeste ).

História de 2 Músicas‏

HISTÓRIA DA MÚSICA "FLOR DE LIZ"

Djavan teve uma mulher chamada Maria, os dois teriam uma filha que se chamaria Margarida, mas sua mulher teve um problema na hora do parto e ele teria que optar por sua mulher ou por sua filha...
Ele pediu ao médico que fizesse tudo que pudesse para salvar as duas, mas o destino foi duro e a mulher e a filha faleceram no parto.

Agora é possível "sentir" a letra da música. Conhecendo esta breve história passamos a ouvir a música sob novo contexto, entendendo como a dor pode ser transformada em poema e arte.

"Flor de Liz"

"Valei-me, Deus! É o fim do nosso amor
Perdoa, por favor, eu sei que o erro aconteceu.
Mas não sei o que fez, tudo mudar de vez.
Onde foi que eu errei?

Eu só sei que amei, que amei, que amei, que amei.

Será talvez que a minha ilusão, foi dar meu coração,
com toda força, pra essa moça me fazer feliz,
e o destino não quis, me ver como raiz de uma flôr de liz.
E foi assim que eu vi nosso amor na poeira, poeira.
Morto na beleza fria de Maria.

E o meu jardim da vida ressecou, morreu.
Do pé que brotou Maria, nem Margarida nasceu.
E o meu jardim da vida ressecou, morreu.
Do pé que brotou Maria, nem Margarida nasceu...

A HISTÓRIA DA MÚSICA "GOSTAVA TANTO DE VOCÊ"

O autor de "Gostava tanto de você", Édson Trindade, não escreveu esta música por causa de uma namorada que o tinha abandonado, mas sim, para a filha dele que havia falecido em um acidente.
Talvez esta canção seja um bom motivo para você começar caçar libélulas, dançar, brincar, namorar, beijar, nadar, andar de bicicleta, soltar pipa ou fazer qualquer outra coisa que queira de verdade.

Leia a letra da música pensando no seu verdadeiro significado.

"Gostava Tanto de Você"

Não sei por que você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar
Você marcou a minha vida
Viveu morreu na minha história
Chego a ter medo do futuro
E da solidão que em minha porta bate

E eu gostava tanto de você...
Gostava tanto de você...

Eu corro e fujo destas sombras
Em sonhos vejo esse passado
E na parede do meu quarto
Ainda está o seu retrato
Não quero ver para não lembrar
Pensei até em me mudar
Lugar qualquer que não exista
O pensamento em você

E eu gostava tanto de você...
Gostava tanto de você...

Você consegue entender isso?


Provável explicação:
A Amazônia tem: ouro, nióbio, petróleo, as maiores jazidas de manganês e ferro do mundo, diamante, esmeraldas, rubis, cobre, zinco, prata, a maior biodiversidade do planeta (o que pode gerar grandes lucros aos laboratórios estrangeiros) e outras inúmeras riquezas que somam 14 trilhões de dólares.
O nordeste não tem tanta riqueza, por isso lá não há ONGs estrangeiras ajudando os famintos.

Tente entender:

Há mais ONGs estrangeiras indigenistas e ambientalistas na Amazônia brasileira do que em todo o continente africano, que sofre com a fome, a sede, as guerras civis, as epidemias de AIDS e Ebola, os massacres e as minas terrestres.

Agora uma pergunta: Você não acha isso, no mínimo, muito suspeito?
Desenho de Deus (2006) Dandara (2005) Mulher Ideal(2002) Eu Sei (2004) Meu Ébano(2005) Passarela no ar(2006) Por mais que eu tente(2005) Se não é amor(2005) Epitáfio (2001) A Miragem (2001) A Loba(2001) Se quer saber (2002) Amor e Sexo(2003) As Loucuras de uma Paixão(1997) Vê se me erra(1992) Devagar...Devagarinho(1995) Dois (1997) A canção tocou na hora errada(1999) Mal Acostumado(1998) Paratodos(1993) Espanhola(1999) Partituras(1995) Sonhos(1994) Tem coisas que a gente não tira do coração(1996) Chama da Paixão(1994) Sol de Primavera(1994) Lenha (1999) Mulheres(1998) SE (1992) Beija eu (1991) O Canto da Cidade(1992) Nobre Vagabundo(1996) Recado(1990) Encontro das Águas(1993) Sozinho(1999) Ta na Cara(1998) Resposta ao Tempo(1998) Ainda lembro(1994) Nuvens(1995) Dez a Um(1997) Bem Querer(1998) Caça e Caçador(1997) Alma Gêmea(1995) Quem é Você(1995) Um Dia de Domingo(1985) Coração de Estudante(1983) Momentos(1983) Quarto de Hotel(1980) Se eu quiser falar com DEUS(1980) Meu Bem Meu Mal(1981) Você é Linda(1983) Baila Comigo(1980) Vai Passar(1984) Menino do Rio(1980) Oceano (1989) Fonte da Saudade(1980) Conselho(1986) Alma(1982) Mel na Boca(1985) Saigon(1989) De volta pro meu aconchego(1985) Faz parte do meu show(1988) Só Pra Contrariar(1986) Um Homem também chora(1983) Deslizes(1989) Bilhete(1980) Balada do Louco(1982) Viajante(1989) Um certo alguém(1983) Purpurina (1982) Verde (1985) O que é o que é (1982) Me dê Motivo(1983) Lança Perfume(1980) Estranha Loucura(1987) Tiro ao Álvaro(1980) Anos Dourados(1986) Caçador de mim(1980) Agonia (1980) Meu Bem Querer(1980) Ao que vai chegar(1984) Como Uma Onda(1983) Tudo com você(1983) Paixão(1981) Codinome Beija Flor(1985) Samba pra Vinicius(1980) Papel Machê (1984) Judia de Mim(1986) Brasil (1988) Ontem (1988) Encontros e Despedidas(1985) Nos bailes da vida(1981) Samurai (1982) O Caderno(1983) Pedacinhos(1983) O último romântico(1984) Cama e Mesa(1984) Todo o Sentimento(1987) Apesar de Você (1972) Grito de Alerta (1979) Naquela Mesa (1970) Detalhes (1970) Gabriela(1975) Gostava Tanto de Você(1973) Tigresa (1977) Coisinha do Pai(1979) Quando eu me chamar Saudade(1974) Canta Canta minha gente(1974) Foi um Rio que passou em minha vida(1970) Cio da Terra(1976) Juízo Final(1976) O Mar Serenou(1975) Gota D'Agua(1976) Não deixe o samba morrer(1975) Viagem (1973) Sufoco (1978) Bandolins(1979) Atrás da Porta(1972) Argumento(1975) Regra Três(1973) A paz do meu amor(1974) Toada(1979) Meu mundo e nada mais(1976) Você abusou(1971) Tristeza pé no chão(1972) Rosa de Hiroshima(1973) Valsinha(1971) Retalhos de cetim(1973) Águas de Março (1972) Começar de Novo ( 1978) Loucura (1979) Começaria Tudo Outra Vez(1976) Foi Assim (1977) Outra Vez(1977) Café da Manhã (1978) Folhas Secas(1973) Só Louco(1976) 1.800 Colinas(1974) Dança da Solidão(1972) Olho por Olho(1977) Conto de Areia(1974) A Deusa dos Orixás(1975) Alvorada no Morro(1973) Pra Você(1972) Os Amantes(1977) O Surdo(1975) Pedaço de Mim(1979) To Voltando(1979) Pela Luz dos Olhos Teus(1977) Se queres saber(1977) O Bêbado e a Equilibrista(1979) Wave (1977) Você (1974) Canto das Três Raças(1974) Desabafo(1979) Samba de Orly(1971) Seu Corpo(1975) Madalena(1970) Samba de uma Nota Só ( 1960) Disparada (1965) Travessia ( 1967) Matriz ou Filial ( 1964) Trem das Onze (1965) Viola Enluarada (1967) A Banda (1965) Cantiga por Luciana ( 1969) Carolina (1967) Festa de Arromba ( 1964) Hoje (1966) Upa Neguinho (1967) Prova de Fogo (1967) Samba do Avião(1967) Noite dos Mascarados(1967) Laranja Madura (1966) Mas que nada(1963) País Tropical(1969) Modinha(1968) Poema do Adeus(1961) Sem Fantasia(1967) Estão voltando as flores(1961) Samba em preludio(1962) Negue (1960) Garota de Ipanema ( 1962) Apelo (1967) O Barquinho ( 1961) Gente Humilde ( 1969) Minha Namorada (1962) Arrastão (1965) Alegria Alegria (1967) Caminhando (1968) Você passa eu acho graça(1968) Namoradinha de um amigo meu(1965) A Flor e o Espinho ( 1964) Preciso aprender a ser só(1965) Volta por cima(1962) Mulher de Trinta(1960) A Praça(1967) Chove Chuva(1963) Brigas(1966) Fotografia(1967) Andança(1968) Roda Viva(1967) Samba do crioulo doido(1968) Ninguém Me Ama( 1952) Eu Sei Que Vou Te Amar (1958) Saudosa Maloca ( 1955) Chega de Saudade ( 1958 ) Conceição ( 1956) Desafinado (1958) Esse seu olhar(1959) Iracema(1956) Dindi (1959) Ronda(1953) Evocação nº1(1957) Eu não existo sem você(1958) A Noite Do Meu Bem(1959) Se Todos Fossem Iguais a Você (1957) Castigo ( 1958) Ouça ( 1957) Lábios de Mel ( 1955) Molambo ( 1953 ) Estrela do Mar(1952) Tereza da praia(1954) Alguém como tu(1952) Evocação nº2(1958) E daí?(1959) A Deusa da Minha Rua ( 1940) Chuvas de Verão (1949) Copacabana ( 1947) Amélia (1941) Adeus -Cinco Letras que choram-( 1947) Última Inspiração( 1940) Marina ( 1947) Ave Maria no Morro (1942) Eu sonhei que tu estavas tão linda (1942) Atire a Primeira Pedra ( 1944) Brasileirinho ( 1949) Mensagem ( 1946) Velho Realejo( 1940) Caminhemos( 1947).




Digite aqui o resto do post

ATENÇÃO A ESSES SÍMBOLOS DE PEDOFILIA

AO COMPRAR BIJOUTERIAS, CUIDADO COM ESTES SÍMBOLOS:

O FBI produziu um relatório em Janeiro sobre pedofilia. Nele estão colocados uma serie de símbolos usados pelos pedófilos para se identificar.
Os símbolos são, sempre, compostos pela união de 2 semelhantes, um dentro do outro. A forma maior identifica o adulto, a menor a criança.
A diferença de tamanho entre elas demonstra a preferência por crianças maiores ou menores.
Homens são triângulos, mulheres coracoes. Os símbolos são encontrados em sites, moedas, jóias (anéis, pingentes,...) entre outros objetos.
Os triângulos representam homens que adoram meninos (o detalhe cruel é o triângulo mais fino, que representam homens que gostam de meninos
bem pequenos); o coração são homens (ou mulheres) que gostam de meninas e a borboleta são aqueles que gostam de ambos. De acordo com a revista,
são informações coletadas pelo FBI durantes suas vasculhadas. A idéia dos triângulos e corações concêntricos é a da figura maior envolvendo a figura menor,
numa genialidade pervertida de um conceito gráfico. Existe um requinte de crueldade, pois esses seres fazem questão de se exibirem em código para outros,
fazendo desses símbolos bijuterias, moedas, troféus, adesivo e o escambau. Infelizmente, é o design gráfico a serviço do mal.


CURIOSIDADES SOBRE O CORPO HUMANO

Informações (in)úteis sobre o corpo humano:


- A comida leva 7 segundos da boca ao estômago.

- Um fio de cabelo aguenta 3kg.

- O tamanho médio do pênis do homem é 3 vezes o comprimento do seu polegar.

- O fêmur é mais forte que concreto.

- O coração da mulher bate mais rápido que o do homem.

- Existem cerca de um trilhão de bactérias em cada um de seus pés.

- As mulheres piscam duas vezes mais que os homens.

- O peso médio da pele de uma pessoa é duas vezes maior que o do cérebro.

- Seu corpo utiliza 300 músculos para manter o equilíbrio quando você está parado em pé.

- Se a saliva não consegue dissolver algo, você não consegue sentir seu sabor.

*** As mulheres que estão lendo este texto já terminaram...


*** Os homens que estão lendo esse texto provavelmente ainda estão ocupados medindo seus polegares...

VOCE É BRANCO? CUIDE-SE!

'Hoje, tenho eu a impressão de que o 'cidadão comum e branco' é agressivamente discriminado pelas autoridades e pela legislação infraconstitucional , a favor de outros cidadãos, desde que sejam índios, afrodescendentes, homossexuais ou se auto-declarem pertencentes a minorias submetidas a possíveis preconceitos.
Assim é que, se um branco, um índio ou um afrodescendente tiverem a mesma nota em um vestibular, pouco acima da linha de corte para ingresso nas Universidades e as vagas forem limitadas, o branco será excluído, de imediato, a favor de um deles. Em igualdade de condições, o branco é um cidadão inferior e deve ser discriminado, apesar da Lei Maior.

Os índios, que pela Constituição (art. 231) só deveriam ter direito às terras que ocupassem em 5 de outubro de 1988, por lei infraconstitucio nal passaram a ter direito a terras que ocuparam no passado. Menos de meio milhão de índios brasileiros - não contando os argentinos, bolivianos, paraguaios, uruguaios que pretendem ser beneficiados também - passaram a ser donos de 15% do território nacional, enquanto os outros 183 milhões de habitantes dispõem apenas de 85% dele.. Nesta exegese equivocada da Lei Suprema, todos os brasileiros não índios foram discriminados.

Aos 'quilombolas' , que deveriam ser apenas os descendentes dos participantes de quilombos, e não os afrodescendentes, em geral, que vivem em torno daquelas antigas comunidades, tem sido destinada, também, parcela de território consideravelmente maior do que a Constituição permite (art. 68 ADCT), em clara discriminação ao cidadão que não se enquadra nesse conceito.

Os homossexuais obtiveram, do Presidente Lula e da Ministra Dilma Roussef, o direito de ter um congresso financiado por dinheiro público, para realçar as suas tendências, algo que um cidadão comum jamais conseguiria.

Os invasores de terras, que violentam, diariamente, a Constituição, vão passar a ter aposentadoria, num reconhecimento explícito de que o governo considera, mais que legítima, meritória a conduta consistente em agredir o direito. Trata-se de clara discriminação em relação ao idadão comum, desempregado, que não tem este 'privilégio', porque cumpre a lei.

Desertores e assassinos, que, no passado, participaram da guerrilha, garantem a seus descendentes polpudas indenizações, pagas pelos contribuintes brasileiros. Está hoje, em torno de 4 bilhões de reais o que é retirado dos pagadores de tributos para 'ressarcir' àqueles que resolveram pegar em armas contra o governo militar ou se disseram perseguidos.

E são tantas as discriminações, que é de se perguntar: de que vale o inciso IV do art. 3º da Lei Suprema?
Como modesto advogado, cidadão comum e branco, sinto-me discriminado e cada vez com menos espaço, nesta terra de castas e privilégios.'


( *Ives Gandra da Silva Martins é renomado professor emérito das Universidades Mackenzie e UNIFMU e da Escola de Comando e Estado do Exército e presidente do Conselho de Estudos Jurídicos da Federação do
Comércio do Estado de São Paulo ).

11.12.08

Só mais umazinha

Um homem sempre gozava de sua mulher. Um dia, ele passou na casa de seus amigos para que eles o acompanhassem até o aeroporto,porque sua mulher ia viajar.Ele disse na frente de todo mundo:
- Amor, traz uma francesinha de Paris pra mim?
Ela abaixou a cabeça e embarcou muito chateada.A mulher passou quinze dias na França.O marido pediu que os amigos o acompanhassem novamente ao aeroporto. Ao chegar lá, ele perguntou para a mulher:
- E aí Amor, você trouxe minha francesinha?
Ela disse:
- Eu fiz o possível. Agora é só rezar para nascer menina!

Mais vingança (mais email)

Sem generalizar, só revoltazinha temporária:

Qual a semelhança entre um homem e uma garrafa de
cerveja?
* Do pescoço pra cima são vazios.

Qual a semelhança entre o homem e o camarão?
* Não se aproveita a cabeça.

Qual a semelhança entre o homem e o golfinho?
* Dizem que são inteligentes, mas ate agora ninguém
conseguiu provar.

Qual a semelhança entre o homem e o caracol?
* Tem chifres, babam e se arrastam. E ainda pensam que
a casa é deles!

Qual a semelhança entre o homem e o microondas?
* Aquecem-se em 15 segundos.

Qual a semelhança entre os dinossauros e os homens
inteligentes?
* Já estão extintos.

Qual a semelhança entre os homens e os espermatozoides?
* De tantos só serve um!

Qual a diferença entre um caminhao cheio de porcos e
outro cheio de homens?
* A placa.

Qual a diferença entre um sapo e um príncipe?
* As cinco cervejas que a princesa tomou.

O que significa um papel rasgado ao meio para um homem?
* Um quebra-cabeça.

O que são dois neurônios no cérebro de um homem?
* Invasores!!!

O que são vinte homens rindo de orelha à orelha?
* Túnel de vento.

Por que os homens são homens e os ratos são ratos?
* Porque os ratos escolheram primeiro.

Por que não existe um homem inteligente e bonito ao
mesmo tempo?
* Porque seria uma mulher.

Por que as pilhas são melhores que os homens?
* Porque as pilhas tem ao menos um lado positivo.

Por que as mulheres não querem se casar?
* Porque por 100 gramas de chouriço tem que levar o
porco inteiro.

Quando o homem perde 90% de sua inteligência?
* Quando fica viúvo.
E os outros 10%?
* Quando morre o cachorro.

O que fariam as mulheres se não existissem os homens?
* Domesticariam um outro animal.

O que produz uma idéia na cabeça de um homem?
* Eco, Eco, Eco, eco...
E duas???
* Não se sabe, isso nunca aconteceu.

Como se escolhem os homens mais idiotas do mundo?
* Aleatoriamente.

O que há por trás de um homem inteligente?
* Uma boa ventríloqua.

O que há por trás de um grande homem?
* Uma mulher surpresa!

Qual a semelhança entre o homem e o chiclete?
* Quanto mais você pisa, mais ele pega no pé.

Qual a semelhança entre os homens e os computadores?
* Sempre há uma amiga que tem um melhor;
* Se travam, não há quem os faça mudar de idéia;
* Tanto num homem como num computador é preciso
investir muito dinheiro para que melhorem;
* Pouco tempo depois de se ter um já se quer outro
melhor;
* Nenhum dos dois é capaz de pensar por conta própria;
* Os mais caros são os melhores;
* Em certas ocasiões podem deixar de funcionar;
* Ambos tem memória, mas nenhum tem inteligência.

Vingança Inteligente (email do meu querido amigo Kiko)

Ela passou o primeiro dia empacotando todos os seus pertences em caixas, engradados e malas.
No segundo dia, os homens da transportadora levaram a mudança.
No terceiro dia, ela se sentou pela última vez na bela mesa da sala de jantar, à luz de velas, pôs uma música suave e se deliciou com uns camarões, um pote de caviar e uma garrafa de Chardonnay.
Quando terminou, foi a cada um dos aposentos e colocou alguns pedaços de casca de camarão, besuntados com caviar, nas cavidades dos varais das cortinas.
Depois, ela limpou a cozinha e se foi.
Quando o marido retornou com a nova namorada, tudo estava um brinco nos primeiros dias.
Depois, pouco a pouco, a casa começou a feder. Eles tentaram  de tudo: limpando, lavando e arejando a casa.  
Todas as aberturas de ventilação foram verificadas à procura de possíveis ratos mortos e os tapetes foram limpos com vapor. 
Desodorantes de ar e ambiente foram pendurados em todos os lugares.
A empresa de combate a insetos foi chamada para colocar gás em todos os encanamentos, durante alguns dias, tiveram de sair da casa, e no fim, ainda tiveram que pagar para substituir o caríssimo carpete de lã. 
Nada funcionou. As pessoas pararam de visitá-los...
Os funcionários das empresas de consertos se recusavam a trabalhar na casa..
A empregada se demitiu.
Finalmente, eles não suportavam mais o fedor e decidiram se mudar.
Um mês depois, apesar de terem reduzido o valor da casa, eles não conseguiram um comprador para a casa fedorenta.
A notícia se espalhava e nem mesmo corretores de imóveis locais retornavam as ligações.
Finalmente, eles tiveram de fazer um empréstimo do banco para comprar uma casa nova.
 A ex-esposa ligou para o marido e perguntou como andavam as coisas.
 Ele disse a ela que estava de mudança, omitindo os problemas.
 Ela escutou pacientemente e disse que sentia muitas saudades da casa antiga e que estaria disposta a reduzir a parte que lhe caberia do acordo de separação dos bens em troca pela casa, se houvesse um acordo...
Sabendo que a ex-mulher não tinha idéia de como estava o fedor, ele concordou com um preço que era cerca de 1/5 do que valeria a casa...
Mas só, se ela assinasse os papéis naquele dia mesmo.
Ela concordou e em menos de uma hora, os advogados deles entregavam  os documentos.
Uma semana depois, o homem e sua namorada assistiam, com um sorriso malicioso, os homens da mudança empacotando tudo da casa para levar para a sua linda nova casa...
 Incluindo os varais das cortinas

15.11.08

Jô Soares e Marília Gabriela em 14.11.2008


Jô Soares e Marília Gabriela... Não foi uma entrevista, foi um bate-papo entre amigos que não se viam ha algum tempo. Daquelas amizades que não desbotam, daquelas em que o papo continua do mesmo ponto onde parou.
A saudade explícita, a cumplicidade de anos de estrada trilhada.
Soltos, confortáveis e aquecidos pelo prazer do reencontro.

Sem disputas, sem entraves, sem dilemas, sem confronto- como num encontro normal de cabeças pensantes- Tanto que no final dos dois blocos em que estiveram juntos, a platéia não se manifestou com aquele tão previsível "ahhhhhh". Foi respeito, pela intimidade de um momento tão especial e particular.

Adorei ter o prazer de presenciar esse encontro de cabeças (no caso, duas das que mais admiro), mas principalmente esse encontro de corações.

Beijos carinhosos, Dois.

3.11.08

XIFÓPAGOS E ROQUEIROS (BROTHER´S OF THE HEAD)


Keith Fulton e Louis Pepe, Brothers of the head, Reino Unido, 2005

Meu, fiquei muito fudida. Tava acreditando em tudo, me condoendo pelos caras... Tudo mentira!!!! Jurava que era verdade, caraca! Os caras realmente são ótimos atores. Só comecei a desconfiar depois, quase no meio do filme.


Crítica: Rodrigo de Oliveira
Comecemos pelo fim. No último plano de Xifópagos e Roqueiros, os irmãos Barry e Tom, depois de todo o périplo traçado ao longo do filme, de freaks enjeitados pelo pai a freaks amados pela cena punk inglesa, e já nem mesmo freaks, tendo passado obrigatoriamente por uma re-humanização, depois mesmo de suas mortes trágicas, anunciadas em cada um dos planos anteriores como a única forma possível de se terminar esse percurso, num clipe que pretende dar conta resumidamente de toda loucura e transgressão atribuídas a esses dois personagens na hora e meia decorridas, vemos em velocidade baixa a última imagem dos siameses, olhando direto para a câmera, e sua posição no quadro vai se ajustando até que tenhamos uma combinação totalmente harmônica dos dois rostos, como se fossem um só, ao mesmo tempo em que não se nega a natureza diversa dessas metades reunidas. A beleza plástica dessa imagem, sem nenhuma vergonha de denunciar-se artifício puro, sua idéia muito clara e nada metaforizada sobre a relação que os irmãos tinham entre si, a postura ameaçadora diante do mundo, o dedo-em-riste atribuído ao rock'n'roll como se fosse uma de suas prerrogativas, e ali naquele último plano Xifópagos e Roqueiros entrega suas armas, despede-se de todo acúmulo de seriedade e importância que vinha exigindo para si ao longo de todo o filme, e se diverte finalmente com a chance de ter seus protagonistas livres da agenda pesada de compromissos narrativos a que estiveram submetidos. Pena que este seja o fim, e não o começo.

Porque antes disso há a encenação de um documentário sobre os irmãos xifópagos, aquele mesmo expediente cansado de intercalar imagens da saga dos protagonistas (aqui disfarçadas de um cinediário filmado nos anos 70, no auge da banda The Bang Bang) com depoimentos dos sobreviventes daquela loucura, os “personagens da vida real”, envelhecidos em relação às imagens de época, que rememoram suas experiências já com o peso e a revisão crítica que os anos obrigam, e com direito mesmo à presença de gente famosa, como o diretor inglês Ken Russell, que teria realizado uma biografia filmada de Barry e Tom, nunca concluída. Nada em Xifópagos e Roqueiros justifica essa sua necessidade de se mostrar documentário. A vontade de atribuir à trama uma espécie de verdade fundamental, da qual o gênero estaria automaticamente investido, se ridiculariza diante do tom quase épico assumido pelos depoimentos, todos eles iluminados com aquela luz cretina dos programas-verdade da tevê, dando à essa pompa uma graça quase infantil. Pois se não era de verdades que o filme precisava ser preenchido, do que seria? Talvez uma tentativa de fabulação mais evidente, que ligasse pontos e pusesse pingos nos is, e para isso a urgência do relato. Dar um pouco de ordem ao caos, domá-lo com o verbo, e essa também se mostra uma escolha equivocada.

Xifópagos e Roqueiros sofre por ter personagens principais bons demais. Não pelo que se tenta dizer a respeito deles, o psicologismo da rejeição paterna, a submissão aos empresários pilantras e guarda-costas violentos, os conflitos armados, as situações pelas quais Keith Fulton e Louis Pepe os obrigam a passar. Toda vez que estão em cena, os jovens atores Luke e Harry Treadaway impregnam o filme de uma insanidade cheia de carinho por seus excessos, e tudo o que essa postura carrega consigo, uma carga de homoerotismo que naturaliza as sugestões incestuosas como apenas mais uma das ligações possíveis, a impossibilidade do controle pela absoluta falta de previsão com que agem os irmãos, tudo isso será negado pela narrativa sempre que um momento-problema for sufocado por um depoimento do tipo “ele era muito solitário” ou “havia muita raiva naqueles olhos”. Enquanto figuras do passado, Barry e Tom não deixam nunca de ser borrões de uma tentativa pobre de delimitação de suas histórias. Quando são atualizados, quando falam e se mostram por si mesmos, assumem esse zeliguianismo torto, e se transformam naquilo que está ao seu lado, um no outro, nos microfones, nas guitarras, no público que bate cabeça com suas músicas. Ali Xifópagos e Roqueiros consegue se libertar do peso de se filmar punk com estética gospel, ali se aproxima de seu belo último plano, porque nem conteúdo, nem cartesianismo de personagem, nem obrigação de sentido, porque ali é apenas pulso, entrega, vertigem.

Rodrigo de Oliveira

29.9.08

Novo template

Sempre gostei de tudo dark... esse é verde... Não sei se vou me acostumar... vamos ver.
Vou tentar mudar um pouco... Tudo começa nos detalhes, então... quem sabe.

13.9.08

Frases Boas


  • Achar que o mundo não tem um criador é o mesmo que afirmar que um dicionário é o resultado de uma explosão numa tipografia. (Benjamin Franklin)
  • O desejo do homem é pela mulher, mas o desejo da mulher é pelo desejo do homem. (Madame de Staël)
  • Como faço uma escultura? Simplesmente retiro do bloco de mármore tudo que não é necessário. (Michelangelo)
  • Quando a casa do vizinho está pegando fogo, a minha casa está em perigo. (Horácio)
  • Não paramos de nos divertir por ficarmos velhos. Envelhecemos porque paramos de nos divertir.
  • As idéias geniais são aquelas que nos espantamos de não ter tido antes.
    (Noel Claraso)
  • Todos nós nascemos originais e morremos cópias. (Carl J. Jung)
  • O coração não tem rugas. (Madame de Sévigné)
  • Cada geração ri de seus pais, ridiculariza os avós e admira os bisavós. (S. Maugham)
  • Quem sabe adular também é capaz de caluniar. (Napoleão)
  • As coisas mais difíceis se ver são as que estão debaixo de nossos olhos.
    (V G Rossi)
  • As idéias são como pulgas, saltam de uns para outros, mas não mordem a todos. (George Bernard Shaw)
  • O poder de observação aguda é comumente chamado de cinismo por aqueles que não o tem. (George Bernard Shaw)
  • Só progride quem é modesto. O orgulho obriga a dar passos para trás.
    (Mao Tsé-tung)
  • Nem sempre aquilo que vem depois é um progresso. (A Manzoni)
  • Muitas vezes nossa maneira de justificar um erro agrava o erro. (Shakespeare)
  • O que você fizer hoje é muito importante: porque você está trocando um dia de sua vida por isso.
  • Nós sempre temos a tendência de ver coisas que não existem, e ficar cegos para as grandes lições que estão diante de nossos olhos.
  • Para compreender as pessoas devo escutar o que elas não estão dizendo, o que elas talvez nunca venham a dizer. ( John Powell)
  • Quando a oportunidade bate à porta, algumas pessoas estão no quintal procurando trevos de 4 folhas.
  • As coisas não mudam, nós é que mudamos. O início de um hábito é como um fio invisível, mas cada vez que o repetimos o ato reforça o fio, acrescenta-lhe outro filamento, até que se torna um enorme cabo e nos prende de forma irremediável, no pensamento e ação. (Orison Swett Marden)
  • O pensamento faz o homem; por isso o bom pensamento é a coisa mais importante da vida. (James Allen)
  • Quem olha para fora sonha. Quem olha para dentro desperta.
  • É bem barato construir castelos no ar e bem cara a sua destruição.
    François Mauriac, francês
    Você pode descobrir mais sobre uma pessoa em uma hora de brincadeira do que em um ano de conversa.
  • Purifica o teu coração antes de permitires que o amor entre nele, pois até o mel mais doce azeda num recipiente sujo.
  • A tradição é a personalidade dos imbecis.
  • O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade.

    • Devemos julgar um homem mais pelas suas perguntas que pelas respostas.



    • Se os fatos não se encaixam na teoria, modifique os fatos.



    • Se, a princípio, a ideia não é absurda, então não há esperança para ela.



    • Os problemas significativos que enfrentamos não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensamento em que estávamos quando os criámos.



    • A distinção entre passado, presente e futuro é apenas uma ilusão teimosamente persistente.



    • A inteligência é a insolência educada.

      A mulher tem uma única via para superar o homem: ser mais mulher a cada dia.

       



3.9.08

Hugh Laurie e Ellen Degeneres

Eu não conhecia a Ellen Degeneres, mas o Hugh Laurie... claaaaaro.
Bom, eles se estranharam um pouco no começo da entrevista mas depois bateram um bolão.
Tiveram lá suas alfinetadas por causa da clássica rixa entre a Inglaterra e os Estados Unidos.
O Hugh fez um comentário assim: sim, nós conhecemos mais a cultura americana do que o americano conhece a do resto do mundo.... vixi!
Claro, risadinhas e tudo mais... depois ficaram brincando de advinhar as gírias do país um do outro.

Foi engraçado quando ela perguntou pro Hugh o que o House fazia ele engolir o tempo todo (pro House é Vicodin, pílulas para a dor), aí ele falou o nome - alguma coisa inofensiva, não me lembro, mas completou: não me importo, eu gosto de engolir - risadas. A Ellen: " tarde demais, agora já falou, não tem jeito... pode ser que signifique outra coisa na Europa" - mais risadas. Essa foi ótima - e ele ficou mais lindo ainda todo tímido e constrangido... aliás, ele fica lindo de todo e qualquer jeito... ô homem... ai, ai...

Interessante também foi ver como aquilo tudo de homem não afetou em nada a Ellen. Qualquer mulher se desmancha perto dele. Qualquer mulher.

É, na verdade foram dois caras interessantes e inteligentes trocando idéias e sutilezas.
Otimo e curto. Isso.

Ah, prá quem ficar curioso tem um vídeo que mostra o final dessa entrevista, quando eles começam a brincar de advinhação.... o vídeo está ruim mas pelo menos é legendado:
http://www.youtube.com/watch?v=bjR8RQ2DnDI

1.9.08

INSPIRAÇÃO PRO SEPULTURA


(Eles pediram, através do Myspace para o público ajudar numa nova composição para a refilmagem de Laranja Mecânica)

Edson:

Qual é a mecânica da laranja?
Qual é a réplica do replicante?
Qual é a do Burgess?
Qual é Burgees?

Sol:

Seu instinto represado e contido
Ganhou o insconciente coletivo
Que agora em ondas sem sentido
Surfa num mar de suco de laranja

Bruna e Maiara - Juventude, Mochila e pé na estrada.



Essas são as amiguinhas adolescentes da minha filhinha adolescente, a que tirou a foto. Adorei essa foto. Ela me remeteu a um lugar que eu nem sabia que estava tão distante. Parece que bateu uma luz e então eu lembrei: Cadê? Nossa! Lá longe! Tenho 39 nove anos e essa foto me lembrou de mim, um mim que foi afundando prá dentro e eu nem percebi.
Claro que eu posso colocar um tenis, uma mochila na costas e o pé na estrada... mas não vai ser a mesma coisa. Mesmo que algum tipo de mágica rejuvenescesse meu corpo, minha mente não estaria no mesmo cenário, na mesma luz.
A juventude é um cenário com iluminação própria, perspectiva única. Só me resta sentir saudade e lamentar por não ter tido a mínima idéia do quão especial era esse meu olhar.

31.8.08

Aniversário Sagrado. Chaaaaaato....


Eu não sei porque aniversário é tão importante pro meu marido. Quando entra no mês do aniversário dele (que é no ultimo dia) eu já fico toda arrepiada. Ele acha que merece todas as concessões e eu tenho que ficar pegando leve. No dia então... é um pega prá capar... o cara fica doido, quer tudo de todos, e ai de quem não se submeter aos seus desejos.

No dia em questão o safado gasta até o que não tem porque acha que merece. Talvez até mereça, mas pelo amor... isso deve ser patológico. Eu já até desisti de discutir a respeito, respiro fundo e espero pacientemente passar os dois ou três dias de comemoração, além dos subsequentes em que ele fica considerando se foi bom ou não, ou quem faltou, quem não lembrou, etc. Dependendo das condições também tenho que aturar mais alguns dias de comentários sobre as passagens divertidas ou a tromba que ele fica enquanto digere a frustração. Sim, é uma maratona.

Bom, pelo menos agora, só tenho que me preocupar com isso o ano que vem.




23.8.08

Palavras libertárias, grandes palavras - palavrões!


Quando eu era pequena, e nem sabia ainda o que era palavrão, fui traumatizada recebendo um tapa na cara ao pronunciar uma palavra que estava repetindo sem nem mesmo saber o significado... não tenho coragem de escreve-la e nem de pronunciá-la até hoje... dica: começa com b e termina com a. Mas não tem problema, falo com gosto e frequencia todos os outros palavrões, só prá compensar.

Também por isso gostei tanto desse texto abaixo:

PALAVRÕES - MILLOR FERNANDES
(extraído do blog "Boas Piadas")

Os palavrões não nasceram por acaso. São recursos extremamente válidos e criativos para prover nosso vocabulário de expressões que traduzem com a maior fidelidade nossos mais fortes e genuínos sentimentos. É o povo fazendo sua língua. Como o Latim Vulgar, será esse Português Vulgar que vingará plenamente um dia. "Pra caralho", por exemplo. Qual expressão traduz melhor a idéia de muita quantidade do que "Pra caralho"? "Pra caralho" tende ao infinito, é quase uma expressão matemática. A Via-Láctea tem estrelas pra caralho, o Sol é quente pra caralho, o universo é antigo pra caralho, eu gosto de cerveja pra caralho, entende?

No gênero do "Pra caralho", mas, no caso, expressando a mais absoluta negação, está o famoso "Nem fodendo!". O "Não, não e não!" e tampouco o nada eficaz e já sem nenhuma credibilidade "Não, absolutamente não!" o substituem. O "Nem fodendo" é irretorquível, e liquida o assunto. Te libera, com a consciência tranqüila, para outras atividades de maior interesse em sua vida. Aquele filho pentelho de 17 anos te atormenta pedindo o carro pra ir surfar no litoral? Não perca tempo nem paciência. Solte logo um definitivo "Marquinhos, presta atenção, filho querido, NEM FODENDO!". O impertinente se manca na hora e vai pro Shopping se encontrar com a turma numa boa e você fecha os olhos e volta a curtir o CD do Lupicínio.

Por sua vez, o "porra nenhuma!" atendeu tão plenamente as situações onde nosso ego exigia não só a definição de uma negação, mas também o justo escárnio contra descarados blefes, que hoje é totalmente impossível imaginar que possamos viver sem ele em nosso cotidiano profissional. Como comentar a bravata daquele chefe idiota senão com um "é PhD porra nenhuma!", ou "ele redigiu aquele relatório sozinho porra nenhuma!". O "porra nenhuma", como vocês podem ver, nos provê sensações de incrível bem estar interior. É como se estivéssemos fazendo a tardia e justa denúncia pública de um canalha.

São dessa mesma gênese os clássicos "aspone", "chepone", "repone" e, mais recentemente, o "prepone" - presidente de porra nenhuma. Há outros palavrões igualmente clássicos. Pense na sonoridade de um "Puta-que-pariu!". E o que dizer de nosso famoso "vai tomar no cu!"? E sua maravilhosa e reforçadora derivação "vai tomar no olho do seu cu!". Você já imaginou o bem que alguém faz a si próprio e aos seus quando, passado o limite do suportável, se dirige ao canalha de seu interlocutor e solta: "Chega! Vai tomar no olho do seu cu!". Pronto, você retomou as rédeas de sua vida, sua auto-estima. Desabotoa a camisa e sai à rua, vento batendo na face, olhar firme, cabeça erguida, um delicioso sorriso de vitória e renovado amor-íntimo nos lábios.

E seria tremendamente injusto não registrar aqui a expressão de maior poder de definição do Português Vulgar: "Fodeu!". E sua derivação mais avassaladora ainda: "Fodeu de vez!". Você conhece definição mais exata, pungente e arrasadora para uma situação que atingiu o grau máximo imaginável de ameaçadora complicação?

Expressão, inclusive, que uma vez proferida insere seu autor em todo um providencial contexto interior de alerta e auto-defesa. Algo assim como quando você está dirigindo bêbado, sem documentos do carro e sem carteira de habilitação e ouve uma sirene de polícia atrás de você mandando você parar: O que você fala? "Fodeu de vez!". Sem contar que o nível de stress de uma pessoa é inversamente proporcional à quantidade de "foda-se!" que ela fala.

Existe algo mais libertário do que o conceito do "foda-se!"? O "foda-se!" aumenta minha auto-estima, me torna uma pessoa melhor. Reorganiza as coisas.Me liberta. "Não quer sair comigo? Então foda-se!". "Vai querer decidir essa merda sozinho(a) mesmo? Então foda-se!". O direito ao "foda-se!" deveria estar assegurado na Constituição Federal. Liberdade, igualdade, fraternidade. E...foda-se!"
(Texto de Millôr Fernandes)

14.8.08

As Olimpíadas do Tédio.


To sem tv paga, tô sem tv. Só tem aquela bosta de olimpíadas passando em todos os canais, ou é programa de crente, ou é jornal sensacionalista, ou aqueles programas de vendas... meu Deus, até a Cultura tá impregnada de olímpiadas. Que merda! Tem que ficar vendo o porraquistão jogar.... que merda... não vejo a hora que acabe isso. Meu, se fosse para mostrar o Brasil competindo, na boa, até interromper a programação para mostrar ao vivo... legal! Mas tá louco, tão mostrando tudo o tempo todo. Ninguém aguenta.

24.7.08

Faça o que tu queres, pois é tudo da lei. Sim, tudo é prá todos que quiserem.


Essa propaganda da Seda já passa há algum tempo. Queria saber o que a Dercy diria se tivesse assistido essa cena com uma voz sentenciosa, preconceituosa e ultrapassada dizendo no final: "nem tudo é prá todas".Com certeza teria saído uma pá de palavrão; sai de mim toda vez que eu vejo.

As "teens" podem tudo, mas normalmente são suas mães que podem pagar, as mesmas que não podem tudo. E só paga se for trouxa. Eu não pago mais.

19.7.08

DEXTER - TÔ DEVORANDO ALUCINADAMENTE CADA EPISÓDIO.




DexterDexter
DEXTER CRIANÇA E ADOLESCENTE QUE APARECEM NOS FLASHBACKS

29.6.08

Miami Ink... sei lá porque...

Ando assistindo esse programa quase todas as madrugadas. Não sou tatuada, acho horrível algumas tatuagens e não entendo porque os caras fazem isso no corpo inteiro (alguns). E as meninas então? Difícil achar uma roupa que fique legal e harmonize com tantas tatuagens diferentes.
Sei lá... fico fascinada assistindo. Ainda não entendi... Acho que eu gosto das cores, do desenho em si, do profissionalismo e da seriedade dos caras, do querer se superar. Para alguns clientes a sua tatuagem parece algo sagrado e me impressiona ver que todos - TODOS - saem dali marcados, não só literalmente, rsrsrs. Gosto de ouvir as histórias, exceto aquelas que são sentimentalistas demais. Não entendo uma pessoa querer tatuar justamente aquilo que a está traumatizando, rsrrs, vai entender...
De repente é legal fazer a tatuagem só porque é bonita, só porque quer. Precisa justificar sempre? Parece que é uma desculpa para fazer... esquisito. Algumas realmente dá prá ver que faz sentido, tipo simbolizar uma parada, comemorar, homenagear... isso é legal.
Uma das coisas que eu também não gostava era o machismo com que o Ami tratava a Kat... bom, ela se libertou. Tomara que se dê bem prá incentivar as mulheres a não mais se submeter. No mais eu gosto de ver e sentir o clima da loja, a camaradagens dos caras, sempre de bom-astral.
Segredo: morro de vontade de fazer uma, mas tinha que ser perfeita, por isso não me arrisquei ainda. Quem sabe um dia...

15.6.08

SOLDADOS - LEGIÃO URBANA


TEM UMA RAIVA E UMA ENERGIA IMPRESSIONANTES NESSA MÚSICA. ESSE TEMA REALMENTE DEIXAVA O RENATO EXTREMAMENTE INDIGNADO. DÁ VONTADE DE GRITAR JUNTO COM ELE... UM AMIGO MEU FALOU QUE ACHAVA MÚSICA DE COVARDE PORQUE O RENATO CANTAVA NO REFRÃO: " A GENTE NÃO QUERIA LUTAR"... MEU, DEIXA QUIETO, O CARA NÃO ENTENDEU NADA. PRECISA DE UM MÍNIMO DE SENSIBILIDADE E DE GANA AO MESMO TEMPO PRÁ ENTENDER O POETA E MESTRE DE UMA GERAÇÃO: RENATO RUSSO. CHOREI MUITO QUANDO ELE MORREU, MAS JÁ ESPERAVA, INFELIZMENTE. O QUE ELE ESTARIA FAZENDO AGORA? ACHO IMPROVÁVEL MESMO QUE ELE AGUENTASSE TANTA MEDIOCRIDADE, SE NÃO TIVESSE MORRIDO TALVEZ ESTIVESSE AMARGO, OU CÍNICO... OU QUEM SABE... SÓ, QUEM SABE... ELE ESTARIA ATÉ MELHOR! É... SONHAR SEMPRE É BOM.

SOL RIBEIRO

13.6.08

SITE PRÁ ESCOLA


Fiz esse site como trabalho da escola. A entrega foi hoje e a professora mostrou no telão para toda a sala. Me surpreendi com sites dos meus colegas, ainda no primeiro semestre teve gente que fez algo de bem profissional, outros foram criativos, outros primaram pela beleza de estrutura e cores. O meu foi dos mais simples em termos de conteúdo, mas tava diferente, pela idéia, pelo tamanho. Pensei em desistir, mas tô tomando gosto pela coisa. O próximo será melhor, com certeza.

5.6.08

PRÁ SEMPRE


Cada expressão na voz, no olhar e no gesto do meu filho e filha será decorada e colada na minha retina para minha alegria ou desgraça. De qualquer forma, sumariamente condenada, sentirei e reviverei com perplexidade eterna a emoção de vê-los nascendo, crescendo e sendo... por minha causa, independente ou apesar de mim.

SOL RIBEIRO

4.6.08

AS CEM MELHORES CANÇÕES DE TODOS OS TEMPOS

A revista americana Rolling Stone publicou essa semana, um especial comemorativo com as 500 melhores canções de todos os tempos.

Aqui estão as primeiras 100, nem conheço todas pelo nome, algumas talvez reconheça se ouvir... Se quiser dar uma olhada na lista completa: http://www.rollingstone.com/news/coverstory/500songs

1. Like a Rolling Stone, Bob Dylan
2. Satisfaction, The Rolling Stones
3. Imagine, John Lennon
4. What's Going On, Marvin Gaye
5. Respect, Aretha Franklin
6. Good Vibrations, The Beach Boys
7. Johnny B. Goode, Chuck Berry
8. Hey Jude, The Beatles
9. Smells Like Teen Spirit, Nirvana
10. What'd I Say, Ray Charles
11. My Generation, The Who
12. A Change Is Gonna Come, Sam Cooke
13. Yesterday, The Beatles
14. Blowin' in the Wind, Bob Dylan
15. London Calling, The Clash
16. I Want to Hold Your Hand, The Beatles
17. Purple Haze, Jimi Hendrix
18. Maybellene, Chuck Berry
19. Hound Dog, Elvis Presley
20. Let It Be, The Beatles
21. Born to Run, Bruce Springsteen
22. Be My Baby, The Ronettes
23. In My Life, The Beatles
24. People Get Ready, The Impressions
25. God Only Knows, The Beach Boys
26. A Day in the Life, The Beatles
27. Layla, Derek and the Dominos
28. (Sittin on) the Dock of the Bay, Otis Redding
29. Help!, The Beatles
30. I Walk the Line, Johnny Cash
31. Stairway To Heaven, Led Zeppelin
32. Sympathy for the Devil, The Rolling Stones
33. River Deep - Mountain High, Ike & Tina Turner
34. You've Lost That Lovin' Feelin', Wailers
35. Light My Fire, The Doors
36. One, U2
37. No Woman, No Cry, Bob Marley and the Wailers
38. Gimme Shelter, The Rolling Stones
39. That'll Be the Day, Buddy Holly and the Crickets
40. Dancing in the Street, Martha and the Vandellas
41. The Weight, The Band
42. Waterloo Sunset, The Kinks
43. Tutti-Frutti, Little Richard
44. Georgia on My Mind, Ray Charles
45. Heartbreak Hotel, Elvis Presley
46. Heroes, David Bowie
47. Bridge Over Troubled Water, Simon & Garfunkel
48. All Along the Watchtower, Jimi Hendrix
49. Hotel California, The Eagles
50. The Tracks of My Tears, Smokey Robinson and The Miracles
51. The Message, Grandmaster Flash and the Furious Five
52. When Doves Cry, Prince
53. Anarchy in the U.K., The Sex Pistols
54. When a Man Loves a Woman, Percy Sledge
55. Louie Louie, The Kingsmen
56. Long Tall Sally, Little Richard
57. Whiter Shade of Pale, Procol Harum
58. Billie Jean, Michael Jackson
59. The Times They Are A-Changin', Bob Dylan
60. Let's Stay Together, Al Green
61. Whole Lotta Shakin' Goin On, Jerry Lee Lewis
62. Bo Diddley, Bo Diddley
63. For What It's Worth, Buffalo Springfield
64. She Loves You, The Beatles
65. Sunshine of Your Love, Cream
66. Redemption Song, Bob Marley and the Wailers
67. Jailhouse Rock, Elvis Presley
68. Tangled Up in Blue, Bob Dylan
69. Crying, Roy Orbison
70. Walk On By, Dionne Warwick
71. California Girls, The Beach Boys
72. Papa's Got a Brand New Bag, James Brown
73. Summertime Blues, Eddie Cochran
74. Superstition, Stevie Wonder
75. Whole Lotta Love, Led Zeppelin
76. Strawberry Fields Forever, The Beatles
77. Mystery Train, Elvis Presley
78. I Got You (I Feel Good), James Brown
79. Mr. Tambourine Man, The Byrds
80. I Heard It Through the Grapevine, Marvin Gaye
81. Blueberry Hill, Fats Domino
82. You Really Got Me, The Kinks
83. Norwegian Wood (This Bird Has Flown), The Beatles
84. Every Breath You Take, The Police
85. Crazy, Patsy Cline
86. Thunder Road, Bruce Springsteen
87. Ring of Fire, Johnny Cash
88. My Girl, The Temptations
89. California Dreamin', The Mamas and The Papas
90. In the Still of the Nite, The Five Satins
91. Suspicious Minds, Elvis Presley
92. Blitzkrieg Bop, Ramones
93. I Still Haven't Found What I'm Looking For, U2
94. Good Golly, Miss Molly, Little Richard
95. Blue Suede Shoes, Carl Perkins
96. Great Balls of Fire, Jerry Lee Lewis
97. Roll Over Beethoven, Chuck Berry
98. Love and Happiness, Al Green
99. Fortunate Son, Creedence Clearwater Revival
100. You Can't Always Get What You Want, The Rolling Stones